Sobre os Gols do Time do Rui Costa

(Willian Lopes e Selito SD)
Que fita cabulosa no Cabula.
Barbárie, violência, escrotidão
Versão, a da TV, ninguém engula.
Tem nada de verdade nessa bula.
E é covardia a interpretação.
De sangue, a sede; de matar, a gula.
Espalha dor, pavor e sofrimento.
Aterroriza e a todos encabula.
Tombaram o neto, arrimo, de Vó Sula.
Mas nada cairá no esquecimento.
O capitão do mato ostenta a farda.
Potente viatura é sua mula.
E todo preto sabe o que lhe aguarda.
Depois do: “mãos pro alto e não se bula”…
Negreiro camburão, sem salvaguarda.
O capitão do mato, a besta mula.
Ostenta agora viatura e farda.
E grita: “mãos pro alto e não se bula”…
E tudo quanto é roda então se amarga…
De luto a Capoeira, o Samba e a Xula.

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*