Santa Efigênia e seus Pecados

(Thiago B Mendonça e Selito SD)

 

Nascida com nome de santa e tantos pecados

Vem carregando desde sempre uma pesada cruz

Lugar da boemia, do samba e o pranto musicado

O choro que é d’alma e que acalma diante da Luz

 

Faz parte da sina o Triunfo, o cinema de outrora

Com suas ingênuas meninas cheias de ilusões

Ouvindo, ao darem-se à tela ou num quarto d’Aurora

O velho Adonirã cantando a Rua dos Gusmões

 

Disseram e dizem que ela não é mais a mesma

Mas, penso que em sua essência mudou nada não

Querem não o passado, a história da Santa Ifigênia

 

Disseram e dizem que ela não é mais a mesma

Mas, penso que querem, de vez, é a desocupação

Pôr fora a gente, as irmandades da Santa Ifigênia

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*